Um olhar mais profundo sobre a saúde

  1. A filosofia declara que a religiosidade parte do princípio da admiração do universo e do medo de perder-se nele.
    Os estudiosos materialistas alemães do século XIX, basearam a sua filosofia em ( Kraft und Stoff), ou
    seja, "Força e Matéria",precisamente quando os físicos iam formulando a hipótese de que a força não
    passava de um aspecto antropomórfico da massa-aceleração,e que a matéria estava a ser sublimada,
    das partículas rígidas e maciças de Demócrito e Newton, em átomos num meio etéreo.
    A biologia,por seu turno,dentro dos princípios da antiga doutrina do vitalismo,reconheceu que a vida não podia ser explicada definitivamente por fenómenos bioquímicos e fisiológicos.
    A religião, por sua vez,foi despindo-se do medo de Deus,para apresentá-Lo como a Mente do universo
    harmonioso.
    Em todos estes princípios,verifica-se um deslocamento de pensamentos,um êxodo de ideias inconfor-madas, a procura de uma resposta para grandes questões . A religião e as ciências, expandem-se para novos domínios de experiências, dos quais,a filosofia e as ciências antigas não conseguiam resolver.
    "A física pode seguir um raio de luz estelar desde a sua origem longínqua até ao seu efeito sobre o nervo óptico,mas quando se toma consciência do seu brilho e da sua cor,e se sente a sua beleza, a
    sensação visual e o sentido da beleza existem,sem dívida,e no entanto nem são mecânicos nem físicos.

hide comments-

Add a comment

*
 (The email address will not be shown)